Terapia de luz para distúrbios cerebrais

Compartilhe

The human brain is made up of approximately billions of small cells which utilize electrical impulses and chemical signals to communicate with one another and other parts of the human body. These are known as neurons.�When neurons stop functioning properly, it can cause a variety of brain disorders, such as Alzheimer’s disease, epilepsy, and even depression.  

 

Researchers developed several treatment methods and techniques of brain stimulation which allow them to control neural activity to better understand and regulate these type of health issues. In conventional treatment methods and techniques of deep brain stimulation, electrical neurostimulators, also known as “brain pacemakers,” are surgically implanted in the brain.  

 

Os pesquisadores também desenvolveram abordagens de tratamento não invasivo para estimular as células encontradas profundamente no cérebro. Enquanto vários pesquisadores utilizam pulsos magnéticos ou ondas sonoras para estimular os neurônios, os pesquisadores da optogenética utilizam a terapia de luz. Shuo Chen, Ph.D., vencedor do prêmio Science e PINS for Neuromodulation, foi reconhecido por seu trabalho nesta área.  

 

“Dr. Chen demonstrated that near-infrared light, when utilized with certain nanoparticles, allowed the stimulation of neurons deep within the brain,” stated Dr. Karl Deisseroth, professor of bioengineering, psychiatry and behavioral sciences at Stanford University. “More research studies are needed to make this a useful process,” he said, “but Dr. Chen took a key step.” 

 

Desenvolvimento de neurônios sensíveis à luz

 

O Dr. Karl Deisseroth, um dos principais pioneiros da optogenética, desenvolveu um método ou técnica de tratamento em que as células cerebrais ou os neurônios são geneticamente modificados para responder à terapia com luz. Através deste método ou técnica de estimulação cerebral, os pesquisadores transmitem fragmentos de códigos genéticos de algas e outros micróbios para as células cerebrais de camundongos e outros animais. Esse código genético faz com que os neurônios produzam proteínas responsivas à luz conhecidas como opsinas.  

 

Quando os neurônios produtores de opsina são expostos a comprimentos de onda específicos da luz do espectro visível, essas células cerebrais são ativadas ou desativadas. Ao ativar ou suprimir os neurônios, os pesquisadores podem aprender mais sobre o papel fundamental dos neurônios na função cerebral e nos distúrbios cerebrais. O Dr. Karl Deisseroth também demonstrou os efeitos do desenvolvimento de neurônios sensíveis à luz.  

 

“By developing light-sensitive brain cells, the causal role of cellular activity can be determined in the tissue as well as for the behavior of interest of any species, ranging from memory to mood,” stated Dr. Deisseroth. “Furthermore, optogenetics brings unmatched capability for speaking the natural language of the brain, in terms of cell-type specificity and speed,” he added.  

 

Desenvolvimento de abordagens de tratamento não invasivas

 

Opsin-producing neurons, however, respond to visible-spectrum light which can’t penetrate brain tissue. Optogenetic stimulation required the insertion of fiber-optic light sources inside the brain to stimulate neurons. Dr. Deisseroth and his colleague Polina Anikeeva, Ph.D., developed the utilization of near-infrared (NIR) light, a non-invasive type of light therapy.  

 

NIR light can ultimately penetrate through the skull and into brain tissue without the need to insert internal light sources inside the brain. However, NIR light also doesn’t trigger a response from opsin-producing neurons. To promote the tissue-penetrating abilities of NIR light therapy, Dr. Karl Deisseroth and Dr. Anikeeva developed a treatment approach, known as NIR upconversion, which coats opsin-producing neurons in nanoparticles to convert NIR light into visible-spectrum light.  

 

Dr. Shuo Chen utilized this treatment method and technique demonstrating for the first time that NIR upconversion optogenetics can ultimately be utilized to control neurons deep in the brains of mice. Dr. Chen’s research studies utilized this method and technique to stimulate the release of dopamine in a region of the brain believed to play a role in depression.  

 

“Overcoming the challenge of optical penetration depth will be the fundamental key to realizing non-invasive remote optogenetics with high clinical translation potential,” wrote Dr. Chen in his prizewinning essay on the topic. “Our research study utilized a nanomaterial-assisted approach which shifts the existing optogenetic tools into the near-infrared region.”  

 

Estimulação cerebral para o cérebro humano

 

While researchers continue to research optogenetics in mice and other animals, it hasn’t been utilized as a treatment for brain disorders in humans. Furthermore, more research studies are required to develop and evaluate non-invasive methods of light therapy as well as non-invasive methods and techniques for transmitting genetic code into brain cells or neurons.  

 

“It is too soon to predict which treatment approach will emerge at the forefront of next-generation non-invasive brain stimulation technology,” Dr. Chen said in a press release issued by the American Association for the Advancement of Science. “However, we believe that a variety of fundamental achievements, such as NIR upconversion optogenetics, are quickly unlocking development pathways and paving the way towards a bright therapeutic future for brain diseases,” he continued.  

 

Nesse ínterim, outros métodos e técnicas de estimulação cerebral não invasiva também estão sendo desenvolvidos, avaliados e utilizados em humanos. A estimulação magnética transcraniana (TMS) é uma abordagem de tratamento não invasiva que utiliza campos magnéticos para estimular as células nervosas no cérebro. A Food & Drug Administration (FDA) já permitiu a comercialização de STM como uma abordagem de tratamento para depressão maior, bem como transtorno obsessivo-compulsivo e enxaqueca.  

 

“There are also several non-invasive methods and techniques which don’t require the utilization of gene therapies, such as transcranial magnetic and electrical stimulation, which are commonly utilized with human subjects on an experimental, regular basis,” stated Ed Boyden, Ph.D., a professor of neurotechnology at the Massachusetts Institute of Technology (MIT).  

 

Members of Boyden’s research study group have also conducted research studies on transcranial electric stimulation (TES), a non-invasive treatment approach to brain stimulation in which electrodes are placed on the scalp. Researchers hope for this method and technique to allow them to reach neurons or cells deep within brain tissue with greater precision than TMS.  

 

Embora estudos de pesquisa demonstrem que a terapia com luz pode estimular células cerebrais ou neurônios de camundongos e outros animais, outros estudos são necessários para determinar como os métodos e técnicas de tratamento com terapia por luz podem estimular o cérebro humano. De acordo com esses mesmos estudos, a terapia da luz pode alterar neurônios ou células cerebrais, o que pode causar a doença de Alzheimer, epilepsia e outras doenças cerebrais. - Dr. Alex Jimenez DC, Insight CCST

 


 

Dieta e Exercício para Doença Neurológica

 

 


 

O cérebro humano consiste em bilhões de pequenas células ou neurônios que se comunicam entre si e com outras partes do corpo humano. Quando os neurônios param de funcionar corretamente, pode causar uma variedade de distúrbios cerebrais. Os pesquisadores desenvolveram uma variedade de abordagens de tratamento com terapia de luz para ajudar a estimular o cérebro. O escopo de nossas informações limita-se a problemas de saúde quiroprática, músculo-esquelética e nervosa, além de artigos, tópicos e discussões sobre medicina funcional. Para discutir melhor o assunto acima, não hesite em perguntar ao Dr. Alex Jimenez ou entre em contato em 915-850-0900 .  

 

Curated pelo Dr. Alex Jimenez  

 


 

Discussão Adicional do Tópico: Dor Crônica

 

A dor repentina é uma resposta natural do sistema nervoso que ajuda a demonstrar possíveis lesões. Por exemplo, os sinais de dor viajam de uma região lesada através dos nervos e da medula espinhal até o cérebro. A dor é geralmente menos severa como a lesão cicatriza, no entanto, a dor crônica é diferente do tipo de dor média. Com dor crônica, o corpo humano continuará enviando sinais de dor ao cérebro, independentemente de a lesão ter cicatrizado. A dor crônica pode durar várias semanas até vários anos. A dor crônica pode afetar tremendamente a mobilidade do paciente e pode reduzir a flexibilidade, a força e a resistência.

 

 


 

Neural Zoomer Plus para Doenças Neurológicas

 

O Dr. Alex Jimenez utiliza uma série de testes para ajudar a avaliar doenças neurológicas. O Zoom NeuralTM Plus é uma variedade de autoanticorpos neurológicos que oferece reconhecimento específico de anticorpo para antígeno. O Zoomer Neural VibranteTM Plus é projetado para avaliar a reatividade de um indivíduo a 48 antígenos neurológicos com conexões a uma variedade de doenças neurologicamente relacionadas. O Zoomer Neural VibranteTM O Plus visa reduzir as condições neurológicas, capacitando pacientes e médicos com um recurso vital para a detecção precoce de riscos e um foco aprimorado na prevenção primária personalizada.  

 

Fórmulas para Suporte de Metilação

 

XYMOGEN ?? s Fórmulas profissionais exclusivas estão disponíveis através de profissionais de saúde licenciados selecionados. A venda pela internet e o desconto de fórmulas XYMOGEN são estritamente proibidos.

 

Orgulhosamente, Dr. Alexander Jimenez faz com que as fórmulas XYMOGEN estejam disponíveis apenas para pacientes sob nossos cuidados.

 

Por favor, ligue para o nosso escritório para que possamos atribuir uma consulta médica para acesso imediato.

 

Se você é um paciente de Clínica médica e de Quiropraxia para lesões, você pode perguntar sobre o XYMOGEN chamando 915-850-0900.

 

Para sua conveniência e revisão do XYMOGEN produtos por favor reveja o seguinte link. *Catálogo XYMOGENBaixar  

 

* Todas as políticas XYMOGEN acima permanecem estritamente em vigor.

 


 

 

Publicações Recentes

A gordura da barriga pode causar dores nas costas e lesões

A gordura da barriga é uma porta de entrada para dores nas costas / problemas na coluna que podem levar a vários problemas de saúde ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Expressão gênica, SNPs e recuperação de lesões

A atividade física tem um forte impacto na composição corporal. Composição corporal e métodos específicos ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Dor ciática e melhora dos sintomas

Determinar se a dor ciática e os sintomas estão apresentando melhora pode ser tão simples quanto a dor significativamente ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Acidentes de ATV, lesões e tratamento / reabilitação de Quiropraxia

Muitos indivíduos gostam de andar de veículos todo-o-terreno ou ATVs. É um passatempo divertido e ... Saiba mais

21 Abril , 2021

Apnéia do sono e dor nas costas

Boa parte da população sofre de dores noturnas nas costas. Mas tem outro ... Saiba mais

19 Abril , 2021

Estresse e ansiedade relacionados a lesões tratadas com tratamento quiroprático

Passar por acidentes traumáticos que resultam em lesões pode causar estresse relacionado a lesões e ansiedade por ... Saiba mais

16 Abril , 2021

Especialista em lesões, traumatismos e reabilitação da coluna vertebral

Histórico e registro online 🔘
Ligue-nos hoje 🔘