Partilhar

O hipotireoidismo é um problema de saúde que ocorre quando a glândula tireóide não produz hormônios suficientes. Segundo os profissionais de saúde, os hormônios da tireoide regulam o metabolismo, o reparo de células e tecidos, bem como o crescimento, entre outras funções corporais essenciais. Pessoas com hipotireoidismo experimentam ganho de peso, perda de cabelo, sensibilidade ao frio, depressão, fadiga e uma variedade de outros sintomas. Modificações na dieta e no estilo de vida podem ajudar a melhorar a função da tireóide. No artigo a seguir, discutiremos a melhor dieta, bem como quais alimentos comer e quais alimentos evitar com hipotireoidismo.

O que é hipotiroidismo?

A glândula tireóide é um órgão em forma de borboleta encontrado no centro do pescoço. Produz hormônios que afetam quase todas as células e tecidos do corpo humano. Quando os hormônios da tireóide estão baixos, a hipófise, uma pequena glândula encontrada na base do cérebro, envia um sinal, conhecido como hormônio estimulador da tireóide (TSH), que faz com que a glândula tireóide libere hormônios necessários na corrente sanguínea. Ocasionalmente, a glândula tireóide não libera hormônios suficientes, mesmo quando há TSH suficiente. Isso é conhecido como hipotireoidismo primário e é um dos tipos mais comuns de disfunção tireoidiana.

Aproximadamente 90% dos casos de hipotireoidismo primário ocorrem devido à tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune que faz com que o sistema imunológico de uma pessoa ataque e destrua a glândula tireóide. O hipotireoidismo primário também pode ocorrer devido à deficiência de iodo, distúrbios genéticos, drogas e / ou medicamentos, além de cirurgia. Em outros casos, a glândula tireóide não receberá sinais suficientes de TSH. Isso acontece quando a hipófise não está funcionando adequadamente e é chamada de hipotireoidismo secundário. Os hormônios da tireóide regulam nosso metabolismo, o que ajuda a transformar os alimentos que ingerimos em energia.

Alimentos para comer com hipotireoidismo

Hormônios da tireóide podem ajudar a regular a velocidade do nosso metabolismo. Metabolismos mais rápidos acabam queimando muito mais calorias. No entanto, como as pessoas com hipotireoidismo produzem menos hormônios da tireóide, seu metabolismo diminui e queima muito menos calorias. Metabolismos mais lentos podem causar uma variedade de problemas de saúde, como fadiga aumentada, níveis de colesterol no sangue e ganho de peso. Estudos de pesquisa descobriram que comer uma dieta equilibrada pode ajudar a aumentar a taxa de metabolismo. Há uma variedade de alimentos que também podem ajudar a melhorar a saúde geral e o bem-estar das pessoas com hipotireoidismo, incluindo:

  • frutas, incluindo bananas, bagas, laranjas, tomates, etc.
  • vegetais, incluindo quantidades moderadas de vegetais crucíferos cozidos
  • grãos e sementes sem glúten, incluindo arroz, trigo sarraceno, quinoa, sementes de chia e sementes de linho
  • laticínios, incluindo leite, queijo, iogurte, etc.
  • ovos (é recomendável comer ovos inteiros)
  • peixe, incluindo atum, alabote, salmão, camarão, etc.
  • carne, incluindo carne, frango cordeiro, etc.
  • água e outras bebidas não cafeinadas

Nutrientes essenciais para hipotireoidismo

Iodo

O iodo é um mineral essencial usado para produzir hormônios da tireóide. Pessoas com deficiência de iodo podem ter um risco aumentado de desenvolver hipotireoidismo. A deficiência de iodo é um problema de saúde comum que afeta quase um terço da população em todo o mundo. Se você tiver uma deficiência de iodo, considere adicionar sal de mesa iodado às refeições ou comer mais alimentos ricos em iodo, como algas, peixes, laticínios e ovos. Suplementos de iodo são desnecessários, pois você pode obter bastante iodo da sua dieta. Os médicos também descobriram que o excesso de iodo pode danificar a glândula tireóide.

Selênio

O selênio é um mineral essencial que ajuda a "ativar" os hormônios da tireóide, para que possam ser usados ​​pelo corpo humano. Este nutriente também possui propriedades antioxidantes que podem proteger a glândula tireóide de danos causados ​​por moléculas, conhecidas como radicais livres, que podem causar estresse oxidativo. Adicionar alimentos ricos em selênio à sua dieta é uma ótima maneira de aumentar seus níveis de selênio. Os alimentos ricos em selênio incluem castanha do Brasil, legumes, atum, sardinha e ovos. No entanto, evite tomar suplementos de selênio, a menos que seja recomendado por um profissional de saúde. Os suplementos de selênio podem ser tóxicos se forem tomados em grandes quantidades.

zinco

Semelhante ao mineral essencial, conhecido como selênio, o zinco também ajuda o corpo humano a "ativar" os hormônios da tireóide, para que também possam ser facilmente utilizados pelo corpo humano. Estudos de pesquisa descobriram que o zinco pode ajudar a regular o hormônio estimulador da tireóide (TSH) ou o hormônio liberado pela glândula pituitária que sinaliza a glândula tireóide para produzir hormônios. A deficiência de zinco é rara nos países desenvolvidos, pois o zinco é abundante no suprimento de alimentos. No entanto, pessoas com hipotireoidismo devem comer uma dieta equilibrada com mais alimentos ricos em zinco, incluindo carne, frango, ostras e outros frutos do mar, entre outros alimentos.

Alimentos a evitar com hipotireoidismo

Felizmente, pessoas com hipotireoidismo não precisam evitar comer muitos tipos diferentes de alimentos. No entanto, os alimentos que possuem goitrógenos devem ser consumidos com moderação e também devem ser cozidos de acordo, pois podem afetar a produção de hormônios da tireóide, interferindo na captação de iodo na glândula tireóide. Pessoas com hipotireoidismo também devem evitar comer alimentos processados, pois geralmente possuem muitas calorias. Isso pode ser um problema para pessoas com hipotireoidismo, pois elas podem ganhar peso mais facilmente. Aqui está uma lista de alimentos e suplementos que você deve evitar, incluindo:

  • milho (incluindo todas as variedades diferentes disponíveis)
  • alimentos processados, incluindo bolos, biscoitos, cachorros-quentes, etc.
  • suplementos (tome apenas suplementos recomendados por um profissional de saúde)

Aqui está uma lista de alimentos que você pode comer com moderação. Esses alimentos possuem goitrógenos que podem ser prejudiciais se consumidos em grandes quantidades, incluindo:

  • alimentos à base de soja, incluindo edamame, tofu, tempeh, leite de soja, etc.
  • vegetais crucíferos, incluindo couve, espinafre, brócolis, couve, etc.
  • certas frutas, incluindo morangos, peras e pêssegos
  • bebidas, incluindo chá verde, café e álcool

Nutrientes nocivos para hipotireoidismo

Goitrogênios

Os goitrógenos são substâncias que podem afetar a função da tireóide. Pessoas com hipotireoidismo devem evitar comer alimentos com goitrogênios, no entanto, isso parece ser apenas um problema para pessoas com deficiência de iodo ou que consomem grandes quantidades de goitrogênios. Além disso, cozinhar alimentos com goitrógenos pode inativar essas substâncias. Uma exceção aos alimentos mencionados acima inclui o milheto. Vários estudos descobriram que o consumo de milheto pode afetar a função da tireóide, mesmo se você não tiver uma deficiência de iodo. Além disso, muitos alimentos comuns têm goitrogênios, incluindo:

  • alimentos de soja, incluindo edamame, tempeh, tofu, etc.
  • certos vegetais, incluindo repolho, brócolis, couve-flor, espinafre, couve, etc.
  • frutas e amido, incluindo morangos, pêssegos, mandioca, batata doce, etc.
  • nozes e sementes, incluindo amendoim, pinhão, milho, etc.

A glândula tireóide é um órgão em forma de borboleta encontrado no centro do pescoço que produz hormônios quando a hipófise libera um sinal conhecido como hormônio estimulador da tireóide (TSH). No entanto, a disfunção tireoidiana pode causar vários problemas de saúde, incluindo hipotireoidismo. O hipotireoidismo, também conhecido como tireóide hipoativa, ocorre quando a glândula tireóide não produz hormônios suficientes. Modificações na dieta e no estilo de vida podem ajudar a melhorar a função da tireóide. No artigo, discutimos a melhor dieta, bem como quais alimentos comer e quais alimentos evitar com hipotireoidismo. Vários nutrientes essenciais também podem ajudar a melhorar o hipotireoidismo, enquanto certas substâncias podem afetar a função da tireóide. - Dr. Alex Jimenez DC, Insight CCST

O hipotireoidismo é um problema de saúde que ocorre quando a glândula tireóide não produz hormônios suficientes. Segundo os profissionais de saúde, os hormônios da tireoide regulam o metabolismo, o reparo de células e tecidos, bem como o crescimento, entre outras funções corporais essenciais. Pessoas com hipotireoidismo experimentam ganho de peso, perda de cabelo, sensibilidade ao frio, depressão, fadiga e uma variedade de outros sintomas. Modificações na dieta e no estilo de vida podem ajudar a melhorar a função da tireóide. No artigo acima, discutimos a melhor dieta, bem como quais alimentos comer e quais alimentos evitar com hipotireoidismo.

O escopo de nossas informações limita-se a problemas de saúde quiroprática, músculo-esquelética e nervosa ou a artigos, tópicos e discussões sobre medicina funcional. Utilizamos protocolos funcionais de saúde para tratar lesões ou distúrbios do sistema músculo-esquelético. Nosso escritório fez uma tentativa razoável de fornecer citações de apoio e identificou o (s) estudo (s) de pesquisa relevante (s) que apóiam nossos posts. Também disponibilizamos cópias dos estudos de apoio à diretoria e / ou ao público, mediante solicitação. Para discutir melhor o assunto acima, não hesite em perguntar ao Dr. Alex Jimenez ou entre em contato em 915-850-0900.

Curated pelo Dr. Alex Jimenez

Referências:

  1. Equipe da Clínica Mayo. "Hipotireoidismo (tireóide hipoativa)." clínica Mayo, Mayo Foundation for Medical Education and Research, 7 de janeiro de 2020, www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hypothyroidism/symptoms-causes/syc-20350284.
  2. Norman, James. "Hipotireoidismo: visão geral, causas e sintomas". EndocrineWeb, EndrocrineWeb Media, 10 de julho de 2019, www.endocrineweb.com/conditions/thyroid/hypothyroidism-too-little-thyroid-hormone.
  3. Holland, Kimberly. "Tudo o que você precisa saber sobre hipotireoidismo." Healthline, Healthline Media, 3 de abril de 2017, www.healthline.com/health/hypothyroidism/symptoms-treatments-more.
  4. Raman, Ryan. "Melhor dieta para hipotireoidismo: alimentos para comer, alimentos para evitar." Healthline, Healthline Media, 15 de novembro de 2019, www.healthline.com/nutrition/hypothyroidism-diet.


Formulário de Avaliação de Neurotransmissores

O seguinte Formulário de Avaliação de Neurotransmissor pode ser preenchido e apresentado ao Dr. Alex Jimenez. Os seguintes sintomas listados neste formulário não devem ser utilizados como diagnóstico de qualquer tipo de doença, condição ou qualquer outro tipo de problema de saúde.


Discussão Adicional do Tópico: Dor Crônica

A dor repentina é uma resposta natural do sistema nervoso que ajuda a demonstrar possíveis lesões. Por exemplo, os sinais de dor viajam de uma região lesada através dos nervos e da medula espinhal até o cérebro. A dor é geralmente menos severa como a lesão cicatriza, no entanto, a dor crônica é diferente do tipo de dor média. Com dor crônica, o corpo humano continuará enviando sinais de dor ao cérebro, independentemente de a lesão ter cicatrizado. A dor crônica pode durar várias semanas até vários anos. A dor crônica pode afetar tremendamente a mobilidade do paciente e pode reduzir a flexibilidade, a força e a resistência.


Neural Zoomer Plus para Doenças Neurológicas

O Dr. Alex Jimenez utiliza uma série de testes para ajudar a avaliar doenças neurológicas. O Zoom NeuralTM Plus é uma variedade de autoanticorpos neurológicos que oferece reconhecimento específico de anticorpo para antígeno. O Zoomer Neural VibranteTM O Plus foi desenvolvido para avaliar a reatividade de um indivíduo aos antígenos neurológicos 48, com conexões a uma variedade de doenças neurologicamente relacionadas. O Zoomer Neural VibranteTM O Plus visa reduzir as condições neurológicas, capacitando pacientes e médicos com um recurso vital para a detecção precoce de riscos e um foco aprimorado na prevenção primária personalizada.

Sensibilidade alimentar para a resposta imune de IgG e IgA

O Dr. Alex Jimenez utiliza uma série de testes para ajudar a avaliar problemas de saúde associados a uma variedade de sensibilidades e intolerâncias alimentares. O Zoom de Sensibilidade AlimentarTM é uma matriz de antígenos alimentares comumente consumidos 180 que oferece reconhecimento muito específico de anticorpo para antígeno. Este painel mede a sensibilidade de IgG e IgA de um indivíduo a antígenos alimentares. A capacidade de testar anticorpos IgA fornece informações adicionais aos alimentos que podem estar causando danos nas mucosas. Além disso, este teste é ideal para pacientes que podem estar sofrendo de reações tardias a determinados alimentos. A utilização de um teste de sensibilidade alimentar baseado em anticorpos pode ajudar a priorizar os alimentos necessários para eliminar e criar um plano de dieta personalizado, de acordo com as necessidades específicas do paciente.

Zoom do intestino para supercrescimento bacteriano intestinal pequeno (SIBO)

O Dr. Alex Jimenez utiliza uma série de testes para ajudar a avaliar a saúde intestinal associada ao crescimento excessivo de bactérias no intestino delgado (SIBO). O Vibrant Gut ZoomerTM oferece um relatório que inclui recomendações alimentares e outra suplementação natural como prebióticos, probióticos e polifenóis. O microbioma intestinal é encontrado principalmente no intestino grosso e possui mais de uma espécie de bactéria 1000 que desempenha um papel fundamental no corpo humano, desde a formação do sistema imunológico e afetando o metabolismo dos nutrientes até o fortalecimento da barreira mucosa intestinal (barreira intestinal ) É essencial entender como o número de bactérias que vivem simbioticamente no trato gastrointestinal humano influencia a saúde intestinal porque os desequilíbrios no microbioma intestinal podem levar a sintomas do trato gastrointestinal (GI), condições da pele, distúrbios auto-imunes, desequilíbrios do sistema imunológico e múltiplos distúrbios inflamatórios.




Fórmulas para Suporte de Metilação

XYMOGEN Fórmulas profissionais exclusivas estão disponíveis através de profissionais de saúde licenciados selecionados. A venda pela internet e o desconto de fórmulas XYMOGEN são estritamente proibidos.

Orgulhosamente, Dr. Alexander Jimenez faz com que as fórmulas XYMOGEN estejam disponíveis apenas para pacientes sob nossos cuidados.

Por favor, ligue para o nosso escritório para que possamos atribuir uma consulta médica para acesso imediato.

Se você é um paciente de Clínica médica e de quiroprática de ferimento, você pode perguntar sobre o XYMOGEN chamando 915-850-0900.

Para sua conveniência e revisão do XYMOGEN produtos, consulte o seguinte link. *Catálogo XYMOGENBaixar

* Todas as políticas XYMOGEN acima permanecem estritamente em vigor.



Medicina Integrada Moderna

A Universidade Nacional de Ciências da Saúde é uma instituição que oferece uma variedade de profissões gratificantes aos participantes. Os alunos podem praticar sua paixão por ajudar outras pessoas a alcançar a saúde e bem-estar geral através da missão da instituição. A Universidade Nacional de Ciências da Saúde prepara os alunos para se tornarem líderes na vanguarda da medicina integrada moderna, incluindo tratamento quiroprático. Os alunos têm a oportunidade de obter uma experiência inigualável na Universidade Nacional de Ciências da Saúde para ajudar a restaurar a integridade natural do paciente e definir o futuro da medicina integrada moderna.

Publicações Recentes

Nem todos os alimentos são benéficos para a saúde óssea e prevenção da osteoporose

Existem certos alimentos que, embora saudáveis, para indivíduos que tentam prevenir a osteoporose, eles poderiam… Sabe mais

7 de agosto de 2020

Exercício de natação sem impacto para dor nas costas, lesões e reabilitação

Estudos revelam que natação e exercícios aquáticos podem ajudar no alívio da dor nas costas. Feito corretamente ... Sabe mais

6 de agosto de 2020

Opções de tratamento para fraturas da compressão medular

Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos podem ser usados ​​para tratar fraturas da compressão medular. Esses procedimentos são… Sabe mais

5 de agosto de 2020

Qual é o papel da glutationa na desintoxicação?

Antioxidantes como resveratrol, licopeno, vitamina C e vitamina E podem ser encontrados em muitos alimentos.… Sabe mais

4 de agosto de 2020

Plano de prevenção da osteoporose

A prevenção da osteoporose pode ser realizada, mesmo com um diagnóstico de osteoporose. Há etapas junto com… Sabe mais

4 de agosto de 2020
Registro de novo paciente
Ligue-nos hoje 🔘