Avaliação e Tratamento de Scalenes

Compartilhe

Estas recomendações de avaliação e tratamento representam uma síntese das informações derivadas da experiência clínica pessoal e das inúmeras fontes citadas, ou baseadas no trabalho de pesquisadores, médicos e terapeutas nomeados (Basmajian 1974, Cailliet 1962, Dvorak & Dvorak 1984 , Fryette 1954, Greenman 1989, 1996, Janda 1983, Lewit 1992, 1999, Mennell 1964, Rolf 1977, Williams 1965).

 

Aplicação clínica de técnicas neuromusculares: Scalenes

 

Box 4.9 Notas sobre Scalenes

 

  • Os escalenos são um músculo controverso, pois eles parecem ser tanto postural quanto fásico (Lin et al 1994), sendo o estado modificado pelo (s) tipo (s) de estresse a que estão expostos (ver Ch. 3 para discussão deste tópico).
  • Janda (1988) reports that �spasm and/or trigger points are commonly present in the scalenes as also are weakness and/or inhibition’.
  • Os locais de fixação dos músculos escalenos variam, assim como sua presença. O escaleno posterior às vezes está ausente e às vezes se mistura com as fibras do medius.
  • É comum notar que o Scalene medius se liga ao atlas (Gray 1995) e às vezes se estende até a nervura 2nd (Simons et al 1998).
  • O minúsculo escaleno (pleuralis), que se liga à cúpula pleural, está presente em um terço (Platzer 1992) a três quartos (Simons et al 1998) de pessoas, em pelo menos um lado e, quando ausente, é substituído por um transverso ligamento cupular (Platzer 1992).
  • The brachial plexus exits the cervical column between the scalenus anterior and medius. These two muscles, together with the 1st rib, form the scalene hiatus (also called the ‘scalene opening’ or ‘posterior scalene aperture’) (Platzer 1992). It is through this opening that the brachial plexus and vascular structures for the upper extremity pass. When scalene fibres are taut, they may entrap the nerves (scalene anticus syndrome) or may elevate the 1st rib against the clavicle and indirectly crowd the vascular, or neurologic, structures (simultaneous compromising of both neural and vascular structures is rare) (Stedman 1998). Any of these conditions may be diagnosed as ‘thoracic outlet syndrome’, which is ‘a collective title for a number of conditions attributed to compromise of blood vessels or nerve fibers (brachial plexus) at any point between the base of the neck and the axilla’ (Stedman 1998).

 

Avaliação de falta de escalenos (14)

 

Avaliação da força de inclinação lateral cervical (flexão lateral). Isso envolve os escalenos e as escápulas do elevador (e, em grau secundário, o reto lateral e o grupo transverso-espinhal).

 

O praticante coloca uma mão estabilizadora na parte superior do ombro para impedir o movimento e a outra na cabeça acima da orelha, quando o paciente sentado tenta flexionar a cabeça lateralmente contra essa resistência. Ambos os lados são avaliados.

 

Avaliação de observação (a) Não existe um teste fácil para a falta de escalenos além da observação, palpação e avaliação da atividade / tensão do ponto-gatilho e uma observação funcional como segue:

 

  • Na maioria das pessoas que têm marcado escassez de escaleno há uma tendência para o uso excessivo destes (e outros fixadores superiores do ombro e pescoço) como músculos respiratórios acessórios.
  • Também pode haver uma tendência à hiperventilação (e, portanto, possivelmente haver uma história de ansiedade, comportamento fóbico, ataques de pânico e / ou sintomas de fadiga).
  • Esses músculos parecem estar excessivamente tensos em muitas pessoas com sintomas de fadiga crônica.

 

The observation assessment consists of the practitioner placing his relaxed hands over the patient’s shoulders so that the fingertips rest on the clav-icles, at which time the seated patient is asked to inhale deeply. If the practitioner’s hands noticeably rise towards the patient’s ears during inhalation then there exists inappropriate use of scalenes, which indicates that they are stressed, which also means that, by definition, they will have become shortened and require stretching treatment.

 

Avaliação de observação (b) (Fig. 4.33) Alternativamente, durante a anamnese, o paciente pode ser solicitado a colocar uma mão no abdome logo acima do umbigo e a outra na parte superior do tórax.

 

 

Figura 4.33 Avaliação de observação da função respiratória. Qualquer tendência para a mão superior se mover cefálica, ou mais cedo que a mão caudal, sugere hiperatividade escalonada.

 

Na inalação, as mãos são observadas: se a mão superior inicia o processo respiratório e sobe significativamente em direção ao queixo, em vez de se mover para a frente, pode-se assumir um padrão de respiração torácica superior e, portanto, estresse e, portanto, falta de escalenos (e outros músculos respiratórios acessórios, notadamente esternomastoide).

 

Tratamento MET de Curenes Curtos (Fig. 4.34A, B, C)

 

Patient lies supine with a cushion or folded towel under the upper thoracic area so that, unless supported by the practitioner’s contralateral hand, the head would fall into extension. The head is rotated contralaterally (away from the side to be treated). There are three positions of rotation required:

 

  1. A rotação total contralateral da cabeça / pescoço produz o envolvimento das fibras mais posteriores dos escalenos
  2. Uma rotação 45 ° contralateral da cabeça / pescoço envolve as fibras do meio
  3. Uma posição de apenas ligeira rotação contralateral envolve as fibras mais anteriores.

 

The practitioner’s free hand is placed on the side of the patient’s head to restrain the isometric contraction which will be used to release the scalenes. The patient’s head is in one of the above degrees of rotation, supported by the practitioner’s contralateral hand.

 

 

Figura 4.34A MET para escaleno postico. No alongamento, seguindo a contração isométrica, o pescoço pode se mover em ligeira extensão, enquanto um leve alongamento é introduzido pela mão de contato, que repousa sobre a segunda costela, abaixo do aspecto lateral da clavícula.

 

 

Figura 4.34B Tratamento MET para as fibras médias de escalenos. A colocação da mão (eminência tenar ou hipotenar da mão relaxada) está na nervura 2 e abaixo do centro da clavícula.

 

 

Figura 4.34C Tratamento MET das fibras anteriores dos escalenos; colocação da mão é no esterno

 

The patient is instructed to try to lift the forehead a fraction and to attempt to turn the head towards the affected side, with appropriate breathing cooperation, while resistance is applied by the practitioner’s hand to prevent both movements (‘breathe in and hold your breath as you “lift and turn”, and hold this for 7–10 seconds’). Both the effort and, the counter-pressure should be modest and painless at all times.

 

After a 7–10 second contraction, the head is placed into extension and one hand remains on it to prevent movement during the scalene stretch.

 

The patient’s contralateral hand is placed (palm down) just inferior to the lateral end of the clavicle on the affected side (for full rotation of the head, posterior scalenes). The practitioner’s hand which was acting to produce resistance to the isometric contraction is now placed onto the dorsum of the patient’s ‘cushion’ hand.

 

As the patient slowly exhales, the practitioner’s contact hand, resting on the patient’s hand, which is itself resting on the 2nd rib and upper thorax, pushes obliquely away and towards the foot on that same side, following the rib movement into its exhalation position, so stretching the attached musculature and fascia. This stretch is held for at least 20 seconds after each isometric contraction. The process is then repeated at least once more.

 

The head is rotated 45° contralaterally and the ‘cushion’ hand contact, which applies the stretch of the middle scalenes, is placed just inferior to the middle aspect of the clavicle. When the head is in the almost upright facing position for the anterior scalene stretch, the ‘cushion’ hand contact is on the upper sternum itself.

 

Em todas as outras formas, a metodologia é como descrita para a primeira posição acima.

 

NOTA: É importante não permitir graus heróicos de extensão do pescoço durante qualquer fase deste tratamento. Deve haver alguma extensão, mas deve ser apropriado à idade e condição do indivíduo.

 

A degree of eye movement can assist scalene treatment and may be used as an alternative to the ‘lift and turn’ muscular effort described above. If the patient makes the eyes look caudally (towards the feet) and towards the affected side during the isometric contraction, she will increase the degree of contraction in the muscles. If during the resting phase, when stretch is being introduced, she looks away from the treated side, with eyes looking towards the top of the head, this will enhance the stretch of the muscle.

 

Todo este procedimento deve ser realizado bilateralmente várias vezes em cada uma das três posições da cabeça. Os alongamentos escalenos, com todas as suas posições variáveis, também influenciam claramente muitas das estruturas anteriores do pescoço.

 

O Dr. Alex Jimenez oferece uma avaliação e tratamento adicionais dos flexores do quadril como parte de uma aplicação clínica referenciada de técnicas neuromusculares por Leon Chaitow e Judith Walker DeLany. O escopo de nossa informação é limitado às lesões e condições da quiroprática e da coluna vertebral. Para discutir o assunto, sinta-se à vontade para perguntar ao Dr. Jimenez ou entre em contato conosco no 915-850-0900 .

 

Pelo Dr. Alex Jimenez

 

 

Tópicos Adicionais: Wellness

 

A saúde geral e o bem-estar são essenciais para manter o equilíbrio mental e físico adequado no corpo. De comer uma nutrição equilibrada, bem como exercitar e participar de atividades físicas, dormir uma quantidade de tempo saudável de forma regular, seguir as melhores dicas de saúde e bem-estar pode, em última instância, ajudar a manter o bem-estar geral. Comer muitas frutas e vegetais pode percorrer um longo caminho para ajudar as pessoas a se tornar saudáveis.

 

 

TÓPICO DE WELLNESS: EXTRA EXTRA: Gerenciando o Stress do Local de Trabalho

 

 

Publicações Recentes

A gordura da barriga pode causar dores nas costas e lesões

A gordura da barriga é uma porta de entrada para dores nas costas / problemas na coluna que podem levar a vários problemas de saúde ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Expressão gênica, SNPs e recuperação de lesões

A atividade física tem um forte impacto na composição corporal. Composição corporal e métodos específicos ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Dor ciática e melhora dos sintomas

Determinar se a dor ciática e os sintomas estão apresentando melhora pode ser tão simples quanto a dor significativamente ... Saiba mais

22 Abril , 2021

Acidentes de ATV, lesões e tratamento / reabilitação de Quiropraxia

Muitos indivíduos gostam de andar de veículos todo-o-terreno ou ATVs. É um passatempo divertido e ... Saiba mais

21 Abril , 2021

Apnéia do sono e dor nas costas

Boa parte da população sofre de dores noturnas nas costas. Mas tem outro ... Saiba mais

19 Abril , 2021

Estresse e ansiedade relacionados a lesões tratadas com tratamento quiroprático

Passar por acidentes traumáticos que resultam em lesões pode causar estresse relacionado a lesões e ansiedade por ... Saiba mais

16 Abril , 2021

Especialista em lesões, traumatismos e reabilitação da coluna vertebral

Histórico e registro online 🔘
Ligue-nos hoje 🔘